Maio 12, 2021

Conheça as regras a ter em conta quando for a uma esplanada

Conheça as regras a ter em conta quando for a uma esplanada

Os portugueses já podem desfrutar das esplanadas, mas há regras a ter em conta. A AHRESP, Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal, divulgou um guia de boas práticas, o qual deve ser implementado pelos estabelecimentos, com regras que “respeitam as diversas orientações emitidas pela DGS” bem como a “legislação aplicável atualmente em vigor”. A AHRESP começa por referir que, sempre que for possível, os estabelecimentos devem “promover e incentivar o agendamento prévio para reserva de lugares por parte dos clientes”. Além disso, é obrigatório o uso da máscara no acesso e permanência na esplanada, exceto nos momentos de consumo.

Leia ainda: 11 restaurantes com esplanada em Campo de Ourique

No que se refere às distâncias, as mesas e cadeiras devem permitir dois metros entre as pessoas e 1,5 metros no corredor entre mesas. Os lugares devem ser dispostos na diagonal para facilitar a manutenção da distância, enquanto os lugares em pé estão desaconselhados. Por mesa, não são permitidos grupos com mais de quatro pessoas, a não ser que as pessoas façam parte do mesmo agregado familiar. Os estabelecimentos não devem ter mantas e almofadas nas cadeiras e a ida dos clientes à casa de banho deve acontecer em “circuitos”, os quais devem permitir manter a distância das pessoas que estão sentadas nas mesas e os lavatórios “devem estar acessíveis sem necessidade de manipular portas”.

Conheça as regras a ter em conta quando for a uma esplanada

No ato de pagamento, os clientes devem optar por meios sem contacto como aplicações informáticas ou cartões contactless (ex: cartão de débito/crédito ou cartão refeição) ou por telemóvel (ex: MB WAY). Se forem utilizadas moedas e notas, as mãos devem ser higienizadas após o seu manuseamento. Além disso, os terminais de multibanco devem ser desinfetados com frequência e entre cada utilização.

Regras a cumprir pelo próprio estabelecimento

No mesmo guia, a AHRESP diz ser “essencial” que todos os colaboradores estejam devidamente informados sobre a doença e o plano de contingência adotado através de vídeos explicativos ou outros documentos de apoio. Deve ainda evitar-se a circulação de fornecedores no interior do estabelecimento e, se esta for mesmo necessário, a entrada tem de ser feita com máscara.

Veja também: 8 sítios para comer hambúrgueres deliciosos em Campo de Ourique

Além disso, também os colaboradores devem manter, sempre que possível, uma distância de dois metros dos clientes e dos colegas, tanto nos momentos de atendimento, como nos momentos de pausa. Estes devem ainda evitar cumprimentos sociais com contacto físico e informar os responsáveis se estiveram em contacto próximo ou direto com alguém infetado.

Junte-se a nós no Instagram

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*