Junho 24, 2018

Verde é a nova opção saudável do bairro e inspira-se na cozinha sul americana

Pensado de raiz para integrar a oferta do Mercado de Campo de Ourique, o Verde é a nova opção saudável do mercado mais tradicional de Lisboa. Meio venezuelanos, meio portugueses, Oliver Gil e Carolina Lara pegaram nas suas origens para criar este conceito inspirado na América do Sul, mar das Caraíbas, Venezuela e Portugal, depois de terem lançado o Mister Tapas, no Passeio Marítimo de Belém.

Uma série de paixões que contribuíram para criar uma ementa fresca, divertida e cheia de cores onde predomina o lado saudável. A eles juntaram-se ainda Tomás Falcão e Cunha e José Manuel Baptista para ajudar a concretizar este projeto em termos logísticos e de expansão.

Já estamos no Instagram. Junte-se a nós aqui

Muito em voga internacionalmente, a cozinha da América do Sul tem ganho destaque com os ceviches e pratos de fusão, mas aqui o conceito é outro. O Verde oferece uma panóplia de saladas de autor, das quais se destacam a Verde (composta por um mix de espinafres baby, abacate, tomate cherry, pimentos, azeitonas do rio Douro, iogurte grego com pêras caramelizadas banhadas a vinho tinto e sementes de abóbora), e a Caribeña (inclui um mix de alfaces baby, queijo, cenoura, tomate, quinoa, grão de bico, manga, coco e morangos), ao qual pode ser acrescentada uma proteína, nomeadamente, frango, picanha, salmão, camarões grelhados, ovo ou carne mechada (carne de vaca cozida em lume brando durante mais de 5 horas, uma receita da ‘abuela’).

A grande novidade deste conceito são ainda as arepas, uma versão de pão sem glúten feito 100% com farinha de milho que é assado na chapa ao momento e recheado com as mais deliciosas propostas. Reina Pepiada (mix de abacate com peito de frango desfiado e ervas aromáticas das Caraíbas), Pelúa (carne mechada e queijo gouda holandês), Veggie (espinafres baby, abacate, tomates secos e cogumelos), Ronaldo (recheada com bacalhau cozido no ponto e o prato preferido do nosso craque) e a Picanha (com a melhor picanha grelhada do Brasil), são as arepas best-sellers.

O Verde oferece ainda uma opção de sopa diária, nachos, empanadas, chips de batata doce, tequeños recheados com queijo e guacamole, sugestões perfeitas para visitar este conceito versátil e saudável a qualquer hora do dia. Aliás, as arepas foram consideradas pelo Thillist.com como a melhor opção de pequeno-almoço do mundo porque reúnem num delicioso pão recheado todos os nutrientes necessários para começar o dia.

A seleção de chás naturais de autor é outra das mais valias do Verde que apresenta sugestões refrescantes únicas, divididas em seis categorias: Chá Preto, Branco, Verde, Infusões de Frutos, Puh-ER e Rooibos. Estes chás têm a particularidade de serem produzidos com base nas melhores folhas de chá ao qual se acrescentam ingredientes frutais, especiarias e flores de acordo com cada receita. São feitos no momento, com o tempo de infusão adequado a cada Blender, e arrefecidos com gelo.

Verde (Chá verde e branco, casca de laranja, pedaços de papaia, manga e ananás, jasmim, cerejas e groselhas), Amazonas (Chá preto, aroma, granulado de maracujá, concentrado de maracujá, polpa de alperce), Berries & Roses (Chá Branco, maça, framboesa, pétalas de rosas vermelhas e amarelas, pimenta rosa), e Célia Cruz (deliciosa mistura de frutos tropicais) são algumas das propostas.

Graças à boa recetividade do conceito no Mercado de Campo de Ourique, o Verde está a avaliar a possibilidade de crescer para o norte do país, nomeadamente, para o Porto.

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*